Cobrança e Inadimplência

Coloque este site em meus favoritos - www.aloisiopombo.com.br
Artigos, Alguns tópicos sobre Gestão, Estratégia Empresarial,
Segurança e Saúde no Trabalho.

MOVA – Uma empresa especializada em: Consultoria em Gestão Empresarial de PME-Pequenas e Médias Empresas e Treinamentos em Segurança e Saúde no Trabalho - SQMS. Responsavel técnico Adm. Aloisio Pombo CRA-RJ:14811.

Cobrança e Inadimplência - Consultoria e Treinamentos: mova@aloisiopombo.com.br

A MOVA atende no Rio de Janeiro. Escritório no Jardim Botânico. Rio para todos os estados do Brasil.

web desing por: Luís Beier

A atividade de Análise de Crédito e Cobrança. Artigo por Aloisio Pombo.

Trata-se de uma atividade operacional com várias funções que permite a pessoa adotar como início de carreira. Por isso recomendo às pessoas que querem ingressar no mercado de trabalho e também aos advogados que ao terminar sua graduação queiram iniciar por essa especialização na área Cível ou do Direito Comercial.

Tomando como base um administrador graduado, a função compreende a utilização de diversas disciplinas estudadas na faculdade. A análise do crédito requer a leitura e análise dos últimos três anos do: balanço e demonstrações financeiras, análise dos relatórios de vendas; ficha financeira do cliente; análise da ficha atualizada de cadastro e sua comparação com as fichas anteriores. Quanto a atividade de cobrança são várias as fases do processo de cobrar, receber e manter o cliente que o administrador profissional irá aprender e utilizar para o resto de sua vida de gestor de negócios.

Além dessas rotinas, a atividade de cobrança é um processo que o administrador deverá registrar tudo que acontece e para isso deverá construir ou atualizar o banco de dados onde serão registrados toda a vida financeira de seus clientes que, de forma integrada, deverão ser utilizadas no CRM em vendas e marketing.

Por isso, eu considero o estudo de crédito e cobrança como um curso profissionalizante para iniciantes de primeiro emprego e graduados em universidades. Tem muito mais.

MSc. Prf. Aloisio Pombo

Prof. Adm. Aloisio Pombo de Miranda Santos, MSc se candidata a Professor para MBA e Pós Graduação. Disciplinas: Administração da Produção, Operações e Logística; Marketing I, II e II, Marketing Industrial, Marketing de Varejo. Estratégia Empresarial. Planejamento Estratégico. Inovação e Competitividade. Introdução à Economia Macro e Micro. Gerência de Projetos Concepção, Análise e Execução. Economia Brasileira Contemporânea. Gestão Financeira para gestor não financeiro. Organização, Sistemas e Métodos. Empreendedorismo.

Cobrar - Considerações.

Caros visitantes. A cobrança é a atividade que a empresa exerce para recupera créditos por ter financiado a sua produção. É comum ocorrer a venda a crédito para facilitar a operação de pagamento pelo cliente, mas nem sempre ele paga sua dívida no dia do vencimento e ocorre o que chamamos de inadimplência.

Nem sempre esses atrasos são prejudiciais, já que algumas empresas possuem capital de giro suficiente para suportar alguns dias, caso as quantias sejam pequenas. Mesmo que o atraso ocorra deve ser considerado que o preço negociado para vendas à prazo seja sem desconto e por isso a transação tem uma margem para enfrentar o risco de não receber. Se a empresa está organizada para fazer a análise da concessão do crédito, dispões dos dados cadastrais do cliente e dispõe de alguma garantia, é difícil ocorrer uma perda total, isto é, que ele nunca mais receba o título de crédito. Num extremo, existem empresas que preferem vender pelo cartão de crédito e não correr riscos. A venda é feita e o cliente paga no cartão. Num prazo em torno de 30 dias a operadora do cartão credita na conta da empresa o valor da venda. Nesses casos há um custo negociável entre 4,5 e 5,5 % por conta da empresa.

Fica a pergunta ao leitor. Você sabe qual é o custo de cobrança de sua empresa? Qual é o percentual em relação ao total de vendas anual sobre as perdas, ou seja, a perda total, aquela que você nunca mais vai receber? Uma empresa que me contratou vende a crédito e tinha um percentual de perda anual em torno de 3,5%. Sua diretoria sabia quanto pagava pelo custo do cartão. Quando esse percentual da inadimplência chegou a 2,3% ela me dispensou e disse: estou perdendo 2,3%, mas hoje eu estaria pagando pelo cartão do banco 4,8%. O diretor sabia que em um ano iria baixar o total de atrasados para 1,4% e preferiu fazer essa trajetória com o treinamento já recebido. E sua previsão se efetivou. Parabéns.

A inadimplência é como a inflação, o zero nunca vai ocorrer, existe sempre um residual que temos que saber conviver com ele. Repito o que já disse nesses ensinamentos, ou seja, que a empresa tem que saber colocar em seus custos de financiamento o percentual da possível perda por financiar e nunca mais receber o que emprestou. Tem muito mais.

MSc. Prf. Aloisio Pombo

Outros sites do Autor:

Leia mais sobre a PME - Pequenas e Médias Empresas em: http://aloisiopombo.com.br/

Marketing e Fidelização de Clientes em: http://www.aloisiopombo.com.br/Marketing.htm

Venda de livros

Publicidade